Digite seu e-mail!
Fernanda Marques>News

News

Cigarro é inimigo nº 1 da pele

Cada vez mais, homens e mulheres estão preocupados com a aparência, mas os que fumam se esquecem que o cigarro é o grande vilão para a saúde e beleza da pele. Além de causar dependência, o fumo compromete a cicatrização da pele, pois ocorre uma diminuição natural da circulação sanguínea, acabando por potencializar os efeitos negativos sobre a pele.
Considerado por muitos como um símbolo de status, o cigarro é um dos piores inimigos da saúde e tornou-se um problema mundial, por causa da nicotina causadora da dependência física e psíquica.
Em situação de procedimentos estéticos e cirúrgicos, além do risco de necrose e gangrena, há a possibilidade de abertura da sutura e de a pele voltar a enrugar em razão da menor sustentação dos tecidos. Algumas cirurgias são mais suscetíveis a isso, como a de rejuvenescimento facial e as plásticas de abdomen, já que existe o desdobramento e o tracionamento da pele, podendo apresentar dificuldade de cicatrização.
O fumo afeta diretamente a quantidade de vitamina A, C e E (antioxidantes naturais) presentes em grande quantidade na pele. A falta de vitamina diminui a resistência da pele aos radicais livres e afeta, ainda, a síntese de colágeno. Ou seja: nenhum creme é tão eficaz para sua pele quanto o ato de deixar de fumar.

Fonte: Jornal Zero Hora, Caderno Vida  08/10/11.